Pular para o conteúdo principal

Postagens

Destaque

PRECISAMOS FALAR SOBRE COLORISMO

Afinal, o que é COLORISMO? Qual  a origem desse termo?
Há muitas discussões sobre essa temática no Brasil. Expressões como afrobege, afroconveniente, pardo, mestiço, são associadas a temática do colorismo.
Existem diversas explicações: a eugênia imposta no Brasil no final do século XIX e começo do século XX, a mestiçagem forçada entre negros e europeus através do estupro de mulheres negras escravizadas
O processo da mestiçagem racial, também está ligada ao apagamento cultural e histórico da herança africana, presente no processo de construção da identidade brasileira.
Pensando sobre a necessidade da realização desse debate, que o Coletivo Di Jeje, te convida para a web aula Colorismo, com Jaque Conceição.
A aula vai acontecer on line via streaming, no dia 10 de Julho as 19hs, GRATUITAMENTE. Para participar, acesse o link e se inscreva. As inscrições vão até dia 08 de Julho, e as vagas são LIMITADAS. Haverá emissão de certificados.

A web aula faz parte do curso O que é colorismo? desenvolv…
Postagens recentes

CONFIRA COM EXCLUSIVIDADE, PLANO DE ESTUDOS SOBRE O ENCARCERAMENTO DE MULHERES

O debate sobre encarceramento de mulheres no Brasil, certamente precisa ser feito de forma ampla, e precisa considerar dois fatores: faixa etária e racialidade. Um aspecto importante que não pode ser sileciado, é acerca da maternidade dentro do sistema prisional.
Pensando nessas questõs, o Coletivo Di Jeje organizou esse Plano de Estudos Semestral sobre o Encarceramento de Mulheres, com três cursos.

Para nós, é central o acesso ao conhecimento, sobretudo para mulheres negras. E, para garantir o acesso ao conhecimento, que elaboramos os Planos de Estudos Semestrais.
No Plano de Estudo Semestral, a participante ou o participante, poderá percorrer um caminho formativo, em três cursos on line, dentro de um tema.
O Plano de Estudo Semestral sobre o Encarceramento de Mulheres, contempla três cursos: 
1. Sistema Prisional e Encarceramento: O curso busca compreender o cruzamento entre a política de guerra as drogas e a seletividade policialesca e penal e suas resultantes em relação a política d…

RACISMO, GÊNERO E CAPITALISMO POR ANGELA DAVIS

Angela Davis, certamente é uma das mais importantes intelectuais negras do século XX e XXI. Seu pensamento, pautado na filosofia política, dentro do campo da Teoria Critica Sociedade, se interessa em analisar e descrever a sociedade capitalista de base industrial, tendo como pressuposto que as categorias gênero, racismo, negro, negritude e a escravidão africana moderna, são bases para o principal aspecto do capitalismo: a mais valia.
Desde 1964, Davis vem se interessando em pesquisar e debater a relação entre gênero e raça dentro do capitalismo industrial, e seu impacto na formação da consciência dos individuos, sejam eles negros ou brancos.
O Coletivo Di Jeje, vem desde 2014, desenvolvendo pesquisas sobre essa relação: gênero, raça e capitalismo, dentro do modelo brasileiro de sociedade, e a partir desses estudos, temos elaborado e desenvolvidos cursos de formação presencial e a distância sobre feminismo negro, intelectuais negras, mulheres negras, movimento negro, juventude negra e a

O DESAFIO DO FEMINISMO NEGRO NO ATUAL CENÁRIO POLÍTICO DO BRASIL

A luta das mulheres negras, sempre um movimento de vanguarda dentro do Movimento Negro, em nosso país. Pouco se diz sobre isso, mas a atuação de Luiza Mahin, mãe de Luiz Gama, foi fundamental para o Levante dos Malês: ela escondida bilhetes escritos por ela, dentro dos quitutes que vendida em seu tabuleiro, indo de bairro em bairro em Salvador. A polícia se quer desconfiou, afinal, que mal poderia fazer uma mulher?
    Ao longos dos processos de luta e organização, histórias são contadas e recontadas sobre a força e o poder de articulação das mulheres negras.
   Recentemente, Lélia Gonzalez foi uma das principais contribuidoras para a sistematização da luta do movimento negro, principalmente no que diz respeito a politica de ações afirmativas através das cotas nas universidades públicas e da criação e implantação da Lei 10.639.
   Nos dias atuais, cada vez mais, as mulheres negras têm ocupado um papel de destaque na luta e na denúncia da condição de vida da população negra, do genocídi…

DI JEJE LANÇA CLUBE DE ASSINATURA COM CONTEÚDOS EXCLUSIVOS, CONFIRA!

" Produzir conhecimento que emancipa, compartilhar conhecimento que liberta"

O Coletivo Di Jejê organiza, desde 2016, a primeira plataforma virtual de aprendizagem voltada exclusivamente para a produção de conhecimento sobre as mulheres negras realizada por mulheres negras. Como forma de potencializar o acesso e garantir um plano de formação contínua, criamos o Clube de Assinatura de Cursos On Line.  O Clube permite que as participantes possam montar um plano de estudos, tendo acesso a cursos e conteúdos exclusivos elaborados pela equipe de curadoras de conhecimento do Di Jeje.

Como funciona? No plano de estudos, as alunas têm autonomia para trilhar suas próprias trilhas de conhecimento.Faz parte do Clube de Assinatura Semestral ou Anual, e funciona assim: você escolhe três ou seis cursos de um tema ou dois temas, e paga um preço diferenciado para ter acesso ao conteúdo por 6 meses ou 1 ano. Todo material é disponibilizado online, o que permite aos participantes acessar o curs…

SEMANA DO 15: A LOJA TODA COM 15% DE DESCONTO!

Você já pensou em ampliar seus conhecimentos, e sua formação política, sobre temas relacionados a comunidade negra no Brasil e no mundo?
Ouve sempre sobre temas como panafricanismo, colorismo, politica de drogas, intelectuais negras como bell hooks, masculinidade negra, geração tombamento e muitos outros, mas não sabe como aprofundar suas análises e reflexões sobre o tema?
Ah, vem conhecer a loja virtual do Coletivo Di Jeje: são 32 cursos exclusivos sobre esses e muitos outros temas, desenvolvidos por pesquisadoras negras numa metodologia aonde você tem total liberdade para fazer a gestão do tempo de estudo!
Ao final, você recebe um certificado de curso na modalide livre, com 90 horas.
Acesse nossa loja virtual e se inscreva!Ah, assine para receber nossa newsletter. E se você estiver afim de turbinar sua formação, monte um plano de estudo com 3 ou 6 cursos, com acesso a conteúdo exclusivo!

E no dia 28 de Junho, on line e ao vivo, as participantes do Clube de Assinatura, terão uma web aula e…

CURSO SOBRE METODOLOGIA DE PESQUISA NO FEMINISMO NEGRO, ACONTECERÁ EM SP, CONFIRA!

O Coletivo Di Jeje vem desde 2014, oferecendo cursos de formação presenciais e on line sobre o feminismo negro no Brasil e intelectuais negras. Do processo de organização desses cursos, resultou a proposta de trabalho para o curso presencial inédito: Metodologia de Pesquisa no Feminismo Negro. O objetivo do curso, é apresentar as participantes, um método de trabalho dentro do feminismo negro, a partir da perspectiva teórica das intelectuais brasileiras Lélia Gonzales e Sueli Carneiro, e apresentar, o trabalho de algumas outras pesquisadoras do campo, nos últimos 20 anos no Brasil. O curso acontecerá em São Paulo, no Estúdio Nú, serão oferecidas 10 vagas, no dia 23 de Junho, das 10hs as 16hs. No valor da inscrição estão inclusos textos, certificados, café da manhã e almoço. A mediação será feita pela Professora Jaque Concieção, que é pedagoga e mestre em Educação pela PUC - SP e fundadora do Coletivo Di Jeje. Através da roda de conversa, como metodo de trabalho, o proposito do encontr…