Pular para o conteúdo principal

CURSO ON LINE SOBRE PAN AFRICANISMO ABORDA O CONTINENTE AFRICANO E AS LUTAS POR LIBERTAÇÃO



Interessados podem se inscrever até dia 29 de Setembro


O Coletivo Cultural Di jejê apresenta o curso de formação sobre o panafricanismo e as lutas pela libertação no continente africano. As inscrições podem ser feitas até 29 de Setembro, o curso acontecerá numa plataforma de e-.learning, e será totalmente on line.

Dividido em 6 módulos, a dinâmica de aprendizagem do curso, permite que o aluno possa acessa-lo dentro de sua rotina.
Os módulos serão:
1. Panorama histórico-analítico da formação da África contemporânea.
 2. Conhecimento colonial e estudos africanos.
3. Negritude, Pan-Africanismo, Socialismo e Lutas de libertação nacional.
4. Interpretações sociológicas contemporâneas sobre África.
5. Modernidade, democracia, vida urbana na África contemporânea.
6. Relações entre o Brasil e África

 A bibliografia básica consta autores como Kwami Anthony Appiah, Mia Couto, Achile Mbembe, J Kizerbo, Russel G. Hamilton.

Segundo Jaque Conceição, articuladora de formação do Coletivo Di Jejê, o destque da bibliográfia é para Achile Mbembe. 

Nascido em Camarões, Professor de História e de Ciências Políticas e diretor de Pesquisa Social e Económica do Instituto Witwatersrand, em Joanesburgo. O seu livro On the Postcolony fê-lo emergir como um dos pensadores mais prolíficos na história, sociologia e filosofia políticas.

Serviço:
·       Valor: 80 reais (para a inscrição clique AQUI).
·       Inicio: 30 de Setembro de 2016
·       Término: 10 de Novembro
·       Carga horária: 30 horas (com certificação)
·       Programação:
Módulo 1. Panorama histórico-analítico da formação da África contemporânea.
Módulo 2. Conhecimento colonial e estudos africanos.
Módulo 3. Negritude, Pan-Africanismo, Socialismo e Lutas de libertação nacional.
Módulo 4. Interpretações sociológicas contemporâneas sobre África.
Módulo 5. Modernidade, democracia, vida urbana na África contemporânea.
Módulo 6. Relações entre o Brasil e África
·       Bibliografia básica
APPIAH, Kwami Anthony (1997). Na casa de meu pai: a África na filosofia da cultura. Rio de Janeiro: Contraponto.
CABAÇO, José Luis. (2009). Moçambique: identidade, colonialismo e libertação. São Paulo, UNESP.
COUTO, Mia (2008) – Um passado ainda por nascer.
HAMILTON, Russel G. (1999). A literatura dos PALOP e a teoria pós-colonial. Via Atlântica, 3, p. 12-23. Disponível em:
 J. KI-ZERBO. História Geral da África: Metodologia e pré-história. V. 1. São Paulo, Ática.
MUTZENBERG, Remo e E.V. SOARES (2009). Democratização, sociedade civil e cultura política: aproximações entre o Brasil e a África lusófona. Estudos de Sociologia, 15 (2): 49-68.

Mais informações
(11) 9 44681000
jaquec@hotmail.com


Postagens mais visitadas deste blog

CURSO ON LINE SOBRE ENCARCERAMENTO FEMININO COMEÇA EM MARÇO

No dia 30 de Março, começara o curso inédito sobre o sistema prisional no Brasil e o encarceramento feminino.Confira!



A população carcerária feminina subiu de 5.601 para 37.380 detentas entre 2000 e 2014, um crescimento de 567% em 15 anos. A maioria dos casos é por tráfico de drogas, motivo de 68% das prisões. Os dados integram o Infopen Mulheres, levantamento nacional de informações penitenciárias do Ministério da Justiça, que, pela primeira vez, aprofunda a análise com o recorte de gênero.

No total, as mulheres representam 6,4% da população carcerária do Brasil, que é de aproximadamente 607 mil detentos. A taxa de mulheres presas no país é superior ao crescimento geral da população carcerária, que teve aumento de 119% no mesmo período. Na comparação com outros países, o Brasil apresenta a quinta maior população carcerária feminina do mundo, atrás apenas dos Estados Unidos (205.400 detentas), China (103.766) Rússia (53.304) e Tailândia (44.751).


Cerca de 30% das presas no Brasil ainda a…

CURSO ON LINE SOBRE A HISTÓRIA DO FEMINISMO NEGRO NO BRASIL

Curso acontecerá no mês de Maio na modalidade on line, e oferecerá certificação de 40 horas aos participantes. Confira!


Um dos processos que temos vivenciado no Brasil, é a permanente sensação que nos falta senso histórico.
Frequentemente, nas rodas de conversas, debates e formações sobre feminismo negro, temos tido muita dificuldade em entender o desenvolvimento dessa corrente teórico e politica que é o chamado feminismo negro.
Para responder a essa demanda, o Coletivo Di Jejê, convida a todos para participarem do curso A história do Feminismo Negro no Brasil.

Ele vai durar 45 dias e será dividido em 4 módulos! Xs participantes poderão acessar o curso dentro de sua rotina, e contarão com o apoio e orientação de uma tutora. 

Módulo 1 - Circulo temático: O que é ser mulher negra?

Módulo 2 - Por que um feminismo negro?

Módulo 3 - Circulo temático - Movimento Nacional de Mulheres Negras: as demandas das mulheres negras ou as mulheres negras demandam?

Módulo 4 - Princípios epistemológicos do femi…

CURSO ON LINE O PENSAMENTO DE ANGELA DAVIS PELO COLETIVO DI JEJÊ

No dia 15 de Abril, começara a terceira turma do curso on line O pensamento de Angela Davis, cujo objetivo é discutir as 5 décadas de produção acadêmica da autora, trabalhando conceitos como racismo, complexo industrial prisional, liberdade e feminismo. INSCREVA-SE!

O curso acontece numa plataforma virtual chamada Moodle, o material fica disponivel, e os participantes acessam dentro de sua rotina. O inicio será dia 15 de Abril, com término previsto para o dia 30 de Maio.  Os participantes anida contam com o apoio de uma tutora. A curadoria de conhecimento do curso, fica por conta de Jaque Conceição, coordenadora do Di Jejê que vem pesquisando  o pensamento de Angela Davis nos últimos quatro anos. 
Serviço: Curso on Line O pensamento de Angela Davis Quando: 15 de Abril a 30 de Maio Quanto: 60 reais Inscrições AQUI


Ementa:
Conteúdo programático: Módulo I - Introdução ao pensamento de Angela DavisMódulo II - LiberdadeMódulo III - Feminismo e Feminismo NegroMódulo IV - Sistema PrisionalMódulo VI - …