Pular para o conteúdo principal

AFROTRANSCENDENCE:programa de imersão em processos criativos com foco na cultura afro-brasileira


O QUE É

AfroTranscendence é um programa gratuito de imersão em processos criativos para promover a cultura criativa afro-brasileira contemporânea. Chegando na sua segunda edição, vai acontecer de 26 a 29 de outubro de 2016 no Red Bull Station, centro de São Paulo reunindo como mentores diversos especialistas, artistas e pesquisadores que se juntarão a 20 selecionados de uma chamada aberta. O objetivo é estimular a troca de conhecimento entre pessoas vindas das mais diferentes práticas artísticas e formas de expressão incentivando-as a criar novas conexões, possibilidades e olhares em seus processos de criação tendo como inspiração a união entre saberes tradicionais e contemporâneos das culturas negras espalhadas pelo mundo.

COMO PARTICIPAR

É possível participar do AfroTranscendence de duas maneiras:

  1. inscrevendo-se no processo de seleção que vai contemplar até 20 pessoas de todo o Brasil que irão participar durante os 4 dias de todas as atividades do programa;
  2. ou participando das atividades abertas como as palestras e apresentações.












A IMERSÃO

A imersão irá proporcionar para os 20 selecionados durante os 4 dias um programa intensivo e gratuito de atividades compostas por palestras, workshops, performances, mostras e apresentações.

Sendo um espaço-tempo de aprendizado coletivo interdisciplinar, conta com três painéis temáticos: Descender para Transcender: descolonizando o conhecimento; A memória da criação: panorama para práticas de reinvenção no contemporâneo e Estética Negra: pesquisa e processos sincréticos. 
Nossa crença em que é o conhecimento ancestral aquele capaz de atualizar o nosso presente entendendo o ato de criação como dispositivo de ressignificação, expressão e resistência em que a arte se manifesta como uma constante prática de vida.

AFROTRANS
Cruzando esses painéis que servem como arquivo, base de pesquisa e referência, vai acontecer este ano o laboratório de criação AfroTrans que propõe exercitar coletivamente, a criação de uma experiência expandida entre todas as linguagens artísticas tendo como suporte a memória, a palavra, o corpo, o som, a imagem e a tecnologia.
Nos quatro dias desse laboratório participarão com as seguintes abordagens, os mentores:
Diane Lima – Pesquisa, métodos e processos artísticos contemporâneos;
Benjamin Abras – Memória, corporeidades e ressonâncias; 
Mahal Pita – Experimentações sonoros e transfigurações digitais;
Vj Vigas – Performances audiovisuais, tecnologias e linguagens expandidas
Um convite a uma investigação narrativa inspirada na própria forma como se manifesta a cosmovisão-estética negra: sincrética, assimétrica, dialógica e transcendental.


Postagens mais visitadas deste blog

CURSO ON LINE SOBRE ENCARCERAMENTO FEMININO COMEÇA EM MARÇO

No dia 30 de Março, começara o curso inédito sobre o sistema prisional no Brasil e o encarceramento feminino.Confira!



A população carcerária feminina subiu de 5.601 para 37.380 detentas entre 2000 e 2014, um crescimento de 567% em 15 anos. A maioria dos casos é por tráfico de drogas, motivo de 68% das prisões. Os dados integram o Infopen Mulheres, levantamento nacional de informações penitenciárias do Ministério da Justiça, que, pela primeira vez, aprofunda a análise com o recorte de gênero.

No total, as mulheres representam 6,4% da população carcerária do Brasil, que é de aproximadamente 607 mil detentos. A taxa de mulheres presas no país é superior ao crescimento geral da população carcerária, que teve aumento de 119% no mesmo período. Na comparação com outros países, o Brasil apresenta a quinta maior população carcerária feminina do mundo, atrás apenas dos Estados Unidos (205.400 detentas), China (103.766) Rússia (53.304) e Tailândia (44.751).


Cerca de 30% das presas no Brasil ainda a…

CURSO ON LINE SOBRE A HISTÓRIA DO FEMINISMO NEGRO NO BRASIL

Curso acontecerá no mês de Maio na modalidade on line, e oferecerá certificação de 40 horas aos participantes. Confira!


Um dos processos que temos vivenciado no Brasil, é a permanente sensação que nos falta senso histórico.
Frequentemente, nas rodas de conversas, debates e formações sobre feminismo negro, temos tido muita dificuldade em entender o desenvolvimento dessa corrente teórico e politica que é o chamado feminismo negro.
Para responder a essa demanda, o Coletivo Di Jejê, convida a todos para participarem do curso A história do Feminismo Negro no Brasil.

Ele vai durar 45 dias e será dividido em 4 módulos! Xs participantes poderão acessar o curso dentro de sua rotina, e contarão com o apoio e orientação de uma tutora. 

Módulo 1 - Circulo temático: O que é ser mulher negra?

Módulo 2 - Por que um feminismo negro?

Módulo 3 - Circulo temático - Movimento Nacional de Mulheres Negras: as demandas das mulheres negras ou as mulheres negras demandam?

Módulo 4 - Princípios epistemológicos do femi…

CURSO ON LINE O PENSAMENTO DE ANGELA DAVIS PELO COLETIVO DI JEJÊ

No dia 15 de Abril, começara a terceira turma do curso on line O pensamento de Angela Davis, cujo objetivo é discutir as 5 décadas de produção acadêmica da autora, trabalhando conceitos como racismo, complexo industrial prisional, liberdade e feminismo. INSCREVA-SE!

O curso acontece numa plataforma virtual chamada Moodle, o material fica disponivel, e os participantes acessam dentro de sua rotina. O inicio será dia 15 de Abril, com término previsto para o dia 30 de Maio.  Os participantes anida contam com o apoio de uma tutora. A curadoria de conhecimento do curso, fica por conta de Jaque Conceição, coordenadora do Di Jejê que vem pesquisando  o pensamento de Angela Davis nos últimos quatro anos. 
Serviço: Curso on Line O pensamento de Angela Davis Quando: 15 de Abril a 30 de Maio Quanto: 60 reais Inscrições AQUI


Ementa:
Conteúdo programático: Módulo I - Introdução ao pensamento de Angela DavisMódulo II - LiberdadeMódulo III - Feminismo e Feminismo NegroMódulo IV - Sistema PrisionalMódulo VI - …