Pular para o conteúdo principal

CURSO ON LINE INÉDITO SOBRE SAÚDE SEXUAL E REPRODUTIVA DA MULHER NEGRA

No dia 30 de Abril, começará o primeiro curso on line e inédito sobre saúde sexual e reprodutiva da mulher negra. Inscrições seguem até dia 29 de Abril.



O curso tem 40 horas de duração, começa dia 30 de Abril e vai até dia 30 de Junho. serão oferecidas 40 vagas. O valor da inscrição é 60 reais e será oferecido o certificado de participação para os que tiverem 75% de frequência no ambiente virtual de aprendizagem, o Moodle. 
O curso têm a curadoria de conhecimento elaborada pela mestranda da UNESP de Araraquara, a psicologa Elânia Francisca: psicóloga graduada pela Universidade de Santo Amaro – UNISA, especialista em gênero e sexualidade pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro – UERJ, mestranda em Educação Sexual pela Universidade Estadual Paulista – UNESP Araraquara pesquisando sobre vivências afetivo-sexuais de adolescentes negras do distrito do Grajaú. Oficineira e facilitadora de vivências em gênero e sexualidade, idealizadora do Núcleo “Sexualidade Aflorada”, onde realiza pesquisa, experimentos e vivências socioeducativas em sexualidade e potência do corpo. Membro do Coletivo Mulheres na Luta e consultora na temática de Gênero e Sexualidade.
Todo o material utilizado, estará disponível para download, e os alunos podem acessar o curso a partir de sua rotina e disponibilidade, e terão a orientação de uma tutora.
O público avo do curso são pesquisadoras e pesquisadores da temática e demais interessados.

Confira a ementa do curso:


EMENTA: Os direitos sexuais e reprodutivo da mulher negra no Sistema Único de Saúde. Distinções entre saúde sexual e saúde reprodutiva. A regulamentação da laqueadura no Brasil e a questão racial. Saúde sexual e reprodutiva de mulheres negras lésbicas, bissexuais e trans. O lugar do amor no debate sobre saúde sexual e reprodutiva de mulheres negras.


BIBLIOGRAFIA BÁSICA


BRASIL. Ministério da Saúde. Saúde Sexual e Reprodutiva. Caderno de Atenção Básica 26. Disponível em <http://189.28.128.100/dab/docs/publicacoes/cadernos_ab/abcad26.pdf> Acesso em: 29 março 2017

BRASIL. Ministério da Saúde. Mulheres Lésbicas e Bissexuais Direitos, Saúde e Participação Social. Disponível em <http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/mulheres_lesbicas_bisexuais_direitos_saude.pdf> Acesso em: 30 março 2017

DAVIS, Angela. Racismo, controle de natalidade e direitos reprodutivos. In: Mulheres, raça e classe. São Paulo: Boitempo, 2016

DAMASCO, Mariana Santos.; MAIO, Marcos Chor; MONTEIRO, Simone Feminismo negro: raça, identidade e saúde reprodutiva no Brasil (1975-1993). Revista Estudos Feministas. Florianópolis, 20(1): 344, jan.2012

GIACOMINI, Sônia Maria. Mulher e escrava: uma introdução histórica ao estudo da mulher negra no Brasil. Petrópolis: Vozes, 1988

HOOKS, Bell. Vivendo de Amor. Tradução Maísa Mendonça. Disponível em <http://www.geledes.org.br/vivendo-de-amor/#gs.LKPzFfI> Acesso em: 30 março 2017

PACHECO, Ana Claudia Lemos.. Mulher negra: afetividade e solidão. Salvador: EdUFBA, 2013.


Serviço: 

O que? Curso On line Saúde sexual e reprodutiva da mulher negra

Quando? De 30 de abril a 30 de Junho de 2017

Quem? Todos os interessados e pesquisaoras/es do campo

Quanto? 60 reais

Onde? Plataforma Virtual Moodle  - edu.kilombagem.net

Inscrições até dia 29 de Abril




Postagens mais visitadas deste blog

CURSO ON LINE SOBRE ENCARCERAMENTO FEMININO COMEÇA EM MARÇO

No dia 30 de Março, começara o curso inédito sobre o sistema prisional no Brasil e o encarceramento feminino.Confira!



A população carcerária feminina subiu de 5.601 para 37.380 detentas entre 2000 e 2014, um crescimento de 567% em 15 anos. A maioria dos casos é por tráfico de drogas, motivo de 68% das prisões. Os dados integram o Infopen Mulheres, levantamento nacional de informações penitenciárias do Ministério da Justiça, que, pela primeira vez, aprofunda a análise com o recorte de gênero.

No total, as mulheres representam 6,4% da população carcerária do Brasil, que é de aproximadamente 607 mil detentos. A taxa de mulheres presas no país é superior ao crescimento geral da população carcerária, que teve aumento de 119% no mesmo período. Na comparação com outros países, o Brasil apresenta a quinta maior população carcerária feminina do mundo, atrás apenas dos Estados Unidos (205.400 detentas), China (103.766) Rússia (53.304) e Tailândia (44.751).


Cerca de 30% das presas no Brasil ainda a…

CURSO ON LINE SOBRE A HISTÓRIA DO FEMINISMO NEGRO NO BRASIL

Curso acontecerá no mês de Maio na modalidade on line, e oferecerá certificação de 40 horas aos participantes. Confira!


Um dos processos que temos vivenciado no Brasil, é a permanente sensação que nos falta senso histórico.
Frequentemente, nas rodas de conversas, debates e formações sobre feminismo negro, temos tido muita dificuldade em entender o desenvolvimento dessa corrente teórico e politica que é o chamado feminismo negro.
Para responder a essa demanda, o Coletivo Di Jejê, convida a todos para participarem do curso A história do Feminismo Negro no Brasil.

Ele vai durar 45 dias e será dividido em 4 módulos! Xs participantes poderão acessar o curso dentro de sua rotina, e contarão com o apoio e orientação de uma tutora. 

Módulo 1 - Circulo temático: O que é ser mulher negra?

Módulo 2 - Por que um feminismo negro?

Módulo 3 - Circulo temático - Movimento Nacional de Mulheres Negras: as demandas das mulheres negras ou as mulheres negras demandam?

Módulo 4 - Princípios epistemológicos do femi…

CURSO ON LINE O PENSAMENTO DE ANGELA DAVIS PELO COLETIVO DI JEJÊ

No dia 15 de Abril, começara a terceira turma do curso on line O pensamento de Angela Davis, cujo objetivo é discutir as 5 décadas de produção acadêmica da autora, trabalhando conceitos como racismo, complexo industrial prisional, liberdade e feminismo. INSCREVA-SE!

O curso acontece numa plataforma virtual chamada Moodle, o material fica disponivel, e os participantes acessam dentro de sua rotina. O inicio será dia 15 de Abril, com término previsto para o dia 30 de Maio.  Os participantes anida contam com o apoio de uma tutora. A curadoria de conhecimento do curso, fica por conta de Jaque Conceição, coordenadora do Di Jejê que vem pesquisando  o pensamento de Angela Davis nos últimos quatro anos. 
Serviço: Curso on Line O pensamento de Angela Davis Quando: 15 de Abril a 30 de Maio Quanto: 60 reais Inscrições AQUI


Ementa:
Conteúdo programático: Módulo I - Introdução ao pensamento de Angela DavisMódulo II - LiberdadeMódulo III - Feminismo e Feminismo NegroMódulo IV - Sistema PrisionalMódulo VI - …