Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Julho, 2019

KUKALA - plataforma de cursos e conteúdos para professores, pesquisadores e interessados sobre a história e a cultura africana e afro brasileira

KUKALA é uma palavra Bantu que se refere a infância e a formação das crianças através do ensinamento dos mais velhos, mas tendo a leveza e a felicidade infantil como mediadora do aprender e do ensinar. Na cultura ocidental, seria algo como os pilares da Educação da UNESCO: aprender a aprender, aprender a conhecer, aprender a fazer e aprender a ser. Para assinar clique AQUI.
Como é: uma plataforma de cursos on line com 8 cursos com certificação de 90 horas cada, válidos para progressão funcional de professores da educação básica, elaborados pelo grupo de pesquisadoras do Coletivo Di Jeje. Os cursos são elaborados a partir da curadoria de conteúdo dentro dos 8 temas que são abordados.

Quanto é: o usuário faz um pagamento único no valor de 75 reais e pode acessar o conteúdo durante 06 meses, além dos cursos há materiais de apoio como sugestões de aulas e atividades para serem desenvolvidas da educação infantil até o ensino médio, e também web aulas com especialistas convidados.

O pagamento …

JULHO DAS PRETAS - Assine a NKANDA - plataforma de cursos sobre feminismo negro e relações étnico raciais por 60 reais no plano anual

NKANDA é uma plataforma de e-learning (ensino virtual), que contempla uma série de conteúdos: cursos com certificado de 90 horas, podcasts, vídeos, livros, teses e dissertações, filmes, documentários e artigos, todos sobre feminismo e relações étnico raciais no Brasil, América Latina, África e Estados Unidos, desenvolvida pelas especialistas e pesquisadoras do Coletivo Di Jeje.

O Coletivo Di Jeje é um centro de pesquisa e formação política para mulheres, organizado e mantido por mulheres negras. Todos os cursos são feitos com curadoria de pesquisadoras negras, e tem por objetivo estimular o debate crítico dentro das áreas de atuação e inserção dos temas propostos, fazendo com que mulheres negras, possam ser protagonistas de suas trajetórias, memórias e processos políticos de emancipação. 

Coordenado pela Professora Doutoranda em Antropologia Social (UFSC) e Psicanalista Jaque Conceição. Formada em Pedagogia e Mestra em Educação: História, Politica, Sociedade (PUC-SP) é responsável pela …