Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Dezembro, 2016

A importância histórica do candomblé

O Coletivo Di Jejê, oferece o curso on line A importância do candomblé. Inscreva-se!




O Curso têm por objetivo, discutir as 4 nações presentes no candomblé, e as contribuições trazidas pelas nações, para a cultura brasileira.
Vestuário, alimentação, oralidade, expressões, hábitos, costumes e musicalidade serão temas trabalhados no curso.
A metodologia, será desenvolvida na plataforma virtual Moodle, baseada em videos, leitura de textos e debates, além de atividades mediadas pela tutora.
Esse, é um curso novo, oferecido pelo Di Jejé, mais é também um dos poucos cursos que tratam sobre o tema no Brasil: os aspectos históricos, políticos e culturais do candomblé.
E, como não poderia ser diferente, haverá um modulo sobre a vida de mulheres influentes dentro e fora do espaço religioso, como Mãe Stella de Oxóssi, Mãe Senhora e Mãe Menininha de Gantois.

Serviço:
Curso on line: A importância histórica do candomblé: um estudo sobre as quatro nações
Valor: 78,00
INSCRIÇÕES AQUI

Bibliográfia básic…

FUNDADORA DO COLETIVO DI JEJÊ É INDICADA COMO UMA DAS MULHERES INSPIRADORAS DE 2016

Esse foi um ano de muito trabalho para o Coletivo Di Jejê. Erramos muitos, acertamos muitas vezes, mais sobretudo aprendemos. Fomos contemplados no Projetos de Garagem da Inesplorato, e com isso, aprimoramos muitas coisas em nosso funcionamento. Em 2017, estaremos com novas parcerias, novos cursos, novas professoras, uma equipe maior e parceiros fantásticos! Para fechar, o ano de 2016 com chave de ouro, no dia 30 de Novembro, a Professora Jaque Conceição, foi contemplada com o reconhecimento da ONG Think Olga de todo seu trabalho desenvolvido, e foi indicada para a lista das 30 mulheres inspiradoras de 2016. Confira a seguir, o material completo.
Mulheres Inspiradoras de 2016Padrão30 de novembro de 2016by Think Olga
Em um ano marcado pela mudança na tradicional lista de Mulheres do Ano da revistaGlamour americanasomente para que fosse possível nomear um homem; pela persistência do prêmio Nobel em ignorar mulheres brilhantes; e por retrocessos na política a ponto de haver cada vez mais espa…